Entre em contato labvozepoesia@gmail.com

  • morenapoeta
  • YouTube - Morena Lopes
  • Facebook - labvozepoesia
  • Instagram - @labvozepoesia
  • Blogger - Círculo Branco

Siga pelos canais:

Morena Lopes canta como uma atriz. Atua como uma bailarina. Escreve como uma fotógrafa. Ensina como uma pesquisadora.

Nutre há 15 anos sua pesquisa com o corpo, a voz, a dança, a expressividade e o potencial do ser humano através da arte e da performance – buscando  a auto expressão em potência na sua criação principal:

O SARAU ITINERANTE: A POESIA DA PALAVRA

O espetáculo desenvolvido pela atriz , desde 2011, tem como pesquisa cênica o corpo, a dança, a voz, o texto poético dito de forma orgânica, a improvisação e a interação direta com o público, colocando nas mãos do espectador a dramaturgia da noite. A cada palavra escolhida ao acaso, na caixa de palavras, uma performance acontece.

O  seu caminhar na criação da Poesia da Palavra deu  origem ao Laboratório de Voz & Poesia no qual Morena compartilha suas ferramentas e encontra novas perguntas para seguir com suas andanças artísticas e humanas.  Neste ano de 2018, o Lab Voz e Poesia está em sua sétima turma semestral no Centro Integrado de Cultura (CIC) em Florianópolis. 

Para aprofundar nos estudos pedagógicos e aprimorar seus conhecimentos em performance e fotografia está cursando, atualmente,  Artes Visuais – Licenciatura na  Universidade Paulista UNIP.

O caminho

VOZ

"Voz é o nosso sopro. Nossas concavidades ressoando música. Mensagem. Pensamento. Sentimento. Voz é nossa unicidade querendo bater asas na alma dos ossos, expandir, ecoar, expressar, compor, compartilhar, dialogar, se expor, refletir, nos unir, comungar, celebrar". 

Morena Lopes  em sua trajetória vocal, propriamente, além de aulas de canto popular particular, participou do Coral Sinfônico de Porto Alegre (OSPA) em 2004 e a partir de 2008 integrou o CORALUSP com a maestra Selma Boragian no departamento de música da USP. Na Escola de Arte Dramática (ECA/USP) teve a oportunidade de estudar com grandes mestras do trabalho vocal como a soprano Andreia Kaiser, a fonoaudióloga Mônica Montenegro e a preparadora de expressão vocal Isabel Setti.

Em 2011, realizou o curso apaixonante de Poesia Falada com a atriz e poetiza inspiradora Elisa Lucinda e sua equipe de professores na Casa Poema, no Rio de Janeiro.

Através do contato, estudo e mergulho no material de todas as vozes dessas mulheres empoderadas é que surgiram a pesquisa e o espetáculo:

 A POESIA DA PALAVRA E O LAB VOZ E POESIA.

Poesia

Morena acredita no lúdico, na música, na dança, na alegria, na brincadeira, na improvisação, na poesia, como ato revolucionário. Atos inspiradores de mudanças criativas que parte do indivíduo e transborda para sua comunidade e sociedade. Celebrar a vida, acreditar que sempre é possível encontrar uma alternativa para criarmos beleza, nos coloca em estado de responsabilidade pela mudança.  Responsabilidade por plantarmos as flores e frutos em nosso jardim. Somente no diálogo é possível comunicação. Na troca. E esse encontro acontece com um livro, mas é potencializado com o toque dos olhos. Da necessidade do encontro de ideias surgiu o laboratório de Voz e Poesia: pesquisas junto a estudantes inquietos, criado em 2016, para que suemos e soemos as palavras. Para que o verbo volte a se enraizar na ação.

* Estamos com inscrições abertas para esse lab 2018 com turma no Centro Integrado de Cultura/ FCC com abertura do processo de pesquisa no Sarau no Escuro para o público.

O Sarau no Escuro foi concebido como um sarau de sensações no qual os poetas pesquisadores declamam poesias, cantam e partilham suas descobertas corporais, criativas, cênicas, sensoriais e expressivas, tanto individuais como coletivas, ao longo do Laboratório Semestral, de 18 encontros.

Lab de Voz e Poesia - sempre em R-evolução

O Lab de Voz e Poesia, neste ponto da jornada, possuí 6 formatos:

Semestral, Workshop (4 encontros), Vivêncial (1 encontro) e estamos trabalhando arduamente para começarmos alguns materias de vídeo com práticas online, bate-papos, entrevistas e outras pesquisas das artes visuais, em outros 3 formatos:

  • Técnicas e Práticas ( para os pesquisadores praticarem os exercícios em casa)

  • Uma Live com alguma prática ou bate-papo sugerido pelos internautas que votarem em um tema ou mandarem uma sugestão (basta entrar em Aulas/Encontros). Podemos falar de um assunto do yoga, praticar yoga, aprender uma canção, um mantra, realizarmos uma meditação juntos, falarmos sobre algum tema. Perguntas inspiradoras são sempre bem-vindas!

  • E um periódico de entrevistas “Café com Morena” sobre processos criativos, poesia, vida e humanidades.

 

ATRIZ CANTORA

"Cantar espanta todos os males: está comprovado. Faz aquela limpeza no coração. Oxigena a esperança da gente."

Em 2014, Morena Lopes lançou seu primeiro álbum de músicas e poesias com o prêmio de Apoio Cultural do Governo do Estado de São Paulo – PROAC “Gravação 1º Album e Circulação 2013/14” intitulado Raízes Mamelucas, com o Trio Os Kuarahy composto por Gabriel Gaier e Moisés Ameno. Foram musicados poemas de Hilda Hilst e Mário Quintana, composições autorais, poesias faladas autorais e de outros poetas. Com arranjo e produção  do músico Jefferson Gonçalves e o JP Stúdio ( Sorocaba/SP).

 

DANÇA ODARA

"Meu Mestre me ensinou que o Yôga é uma prece feita com o corpo. Então a dança é a própria manifestação do divino" 

No trabalho corporal e filosófico Morena realizou a formação como instrutora de SwásthyaYôga pela Uni-Yôga e massoterapeuta pelo Centro Holístco IDHERA em Porto Alegre. Como bailarina, passou pelo Ballet Clássico, a Dança do Ventre e a Dança Tribal, Africana, Dança Popular, Contemporânea, o Butoh, a Capoeira Angola, Viewpoints, Contato e Improvisação e Tecido e Trapézio. Trabalhos corpóreos que permeiam suas pesquisas até hoje. Neste ano de 2018 está se aprofundando nas Dança dos Orixás com Sarah Massi e participa como bailarina de dança afro do grupo de mulheres do Bloco Cores de Aidê.