Entre em contato labvozepoesia@gmail.com

  • morenapoeta
  • YouTube - Morena Lopes
  • Facebook - labvozepoesia
  • Instagram - @labvozepoesia
  • Blogger - Círculo Branco

Siga pelos canais:

Acaso

Desde pequena os mistérios me rondam:

Talvez seja meu ascendente em peixes, talvez seja minha paixão pelos animais, talvez seja a natureza que sempre reverenciei - seus mistérios, sua força, ternura e origem da vida.

Quando entendi o improviso no teatro, a escuta para acolher o "erro", a "nova possibilidade" como parte do meu salto de percepção - perdi o medo de estar em cena. Completamente. Hoje, tudo que quero tocar é o ACASO, conversar com o improvável, viver em Estado de Presença. 

A Poesia da Palavra foi um espetáculo pensado para o público. Queria uma interação direta com as pessoas na plateia. Queria que eles escolhessem a dramaturgia, que sentissem a importância de suas presenças para compormos a nossa noite. Mas sei também, enquanto plateia, que a interação direta com o público é delicada e exige criatividade e sensibilidade. 

Muitas foram minhas referências neste aspecto:

Desde os 9 anos de idade fui iniciada pela minha mãe nos mistérios da alma

Desde pequena eu jogava RUNAS, I Ching, as Cartas do Caminho Sagrado, tirava mensagens de sorte de inúmeras caixinhas, baúzinhos e livros pequenos que você gira e abre aleatoriamente.

 

Você se concentra, respira fundo, se conecta com o seu silêncio e pode fazer uma pergunta ou apenas respirar fundo e se abrir para uma mensagem do Universo pra você. 

 

Sempre adorei ler sobre astrologia, numerologia, cartomancia. E realizo todas essas práticas até hoje quando sinto necessidade de me sintonizar ainda mais comigo mesma e me alinhar com a natureza. Essas práticas rais e milenares se fortaleceram com minha formação como massoterapeuta em 2004 e instrutora de Yôga em 2011. Mas foi com o estudo das relações humanas, no teatro, na capoeira, e na vida, que percebi o quanto a comunicação está acontecendo o tempo todo. E em muitos aspectos. De forma cósmica, energética e entre todos que ocupam o mesmo tempo e espaço. Por isso, também, a importância de estarmos alinhados sentimento-pensamento-ação.

Tive acesso a três materiais que influenciaram diretamente a construção do Espetáculo A Poesia da Palavra e a relação com as palavras, seus significados e a força do ACASO, foram eles:

1º O Livro dos Abraços: A Paixão de dizer/1 de Eduardo Galeano.

2º Um personagem no livro Trabalho de Amores Perdidos do Jorge Furtado, que faz um oráculo online para Shakespeare responder através de seus mais de 900 personagens. É um pequeno trecho do livro. Mas fiquei encantada com a possibilidade dos personagens do Shakespeare falarem sobre nossas questões humanas na atualidade.

3º O Livro infantil Mania de Explicação da Adriana Falcão, 2001. Livro lindo que coloco a baixo algumas páginas.

Foi inspirada pela poesia e seu poder de me conectar comigo mesma de forma profunda: ressignificando situações, relações e sentimentos dentro de mim, que a escolhi como minha fonte eterna de pesquisa como atriz, poeta, bailarina, cantora, mãe, professora e pesquisadora. Como diz uma das minhas poetas brasileiras preferidas, Elisa Lucinda:

 

Porque sou humano e creio no divino da palavra,

pra mim é um oráculo a poesia!

É meu tarô, meu baralho, meu tricot,

meu i ching, meu dicionário, meu cristal clarividente, meus búzios,

meu copo d'água, meu conselho, meu colo de avô,

a explicação ambulante para tudo o que pulsa e arde.

A poesia é síntese filosófica, fonte de sabedoria, e bíblia dos que,

como eu, crêem na eternidade do verbo,

na ressurreição da tarde

e na vida bela.

Amém!

Em 2011, na sala 21 de Dança, nas dependências da ECA da USP levei uma caixa de madeira que havia ganho de um colega de trabalho em um dos muitos restaurantes que já trabalhei como garçonete na vida (Este restaurante era na Guarda do Embaú, um dos meus lugares de poder aqui de Santa Catarina. Minha antiga casa e um lugar lindo onde o rio se encontra com o mar) Lá ganhei esta caixa de madeira, feita à mão. Ela andou por muitos lugares comigo, até receber essa missão:

A caixa de madeira hoje recebe inúmeras palavras.

A caixa passa pelas mãos do público em todo espetáculo.

Cada palavra retirada acontece uma performance surpresa.

Uma música, uma dança, uma poesia.

A dramaturgia é decidida naquela noite.

O ACASO É O REGENTE:

A missão da caixa de madeira é acolher a pergunta e a energia da pessoa que retira a palavra. A resposta tocará, através da poesia e da arte, o coração de todos, de alguma forma.

Fotos do Espetáculo